Notícias

ESTAMOS DE OLHO

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Empresa fecha em luto pela morte de operário em Joaquim Távora



Empresa fecha em luto pela morte de operário
O trabalhador Edson José Almeida, de 31 anos, morreu em torno das nove horas desta quarta-feira, dia 23, dentro de um silo da fábrica de ração que pertence a Frangos Pioneiro Alimentos, em Joaquim Távora. Ele tentava desentupir o silo e caiu, sendo soterrado por toneladas de farelo de soja.Chegou a ser atendido e encaminhado ao Hospital Comunitário Dr. Lincoln Graça, mas perdeu a vida durante o trajeto.
O diretor industrial da empresa, Tarciso Messias, nervoso, lamentou a fatalidade. Ele determinou o fechamento hoje de todo o complexo em luto com a morte do rapaz.
"Tomamos todas as medidas de segurança, eles fazem cursos, mas são coisas que acontecem e deixam a gente muito triste",declarou,ao anunciar todo o apoio para a família e elogiar Almeida, "era uma pessoa competente e honesta;uma grande perda".
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Londrina(o de Jacarezinho está sem médico legista),será na sequência levado para ser velado na residência da família, na rua Benedito Alves de Lara,16, no bairro Água Branca, e sepultado nesta quinta-feira em horário a ser definido.
A Frangos Pioneiro conta com uma estrutura física de 147 mil m², e com aproximadamente 700 funcionários. É responsável pelo abate das aves, processamento de subprodutos, tratamento de água e tratamento de efluentes. 
O complexo se destaca pelo certificado para o abate Halal, selo que habilita o abatedouro exportar seus produtos para países islâmicos. Através dessa estrutura de produção, a Frangos Pioneiro abate 87 mil aves em apenas um turno de trabalho, o que representa a produção de 174 toneladas de produtos prontos para o consumo. 

npdiario

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial