About us

Vereadora de PG diz que pretende explicar suposto sequestro forjado


A vereadora de Ponta Grossa, Campos Gerais, Ana Maria Branco de Holleben (PT), suspeita de simular o próprio seqüestro no início deste ano, deve quebrar o silêncio em breve, segundo seu advogado, Fernando Madureira. Internada em uma clínica psiquiátrica em Curitiba desde que foi solta no dia 9 de janeiro, a parlamentar disse que pretende reunir a imprensa para falar sobre as acusações assim que tenha condições de saúde.
Segundo Madureira, ela ainda está em tratamento e as visitas são restritas. 

Apenas os advogados e a filha podem vê-la. A previsão é de que a vereadora prossiga internada por mais 10 ou 15 dias.
O advogado afirma que, na próxima semana, o pedido de afastamento de vereadora deve ser protocolado na Câmara de Vereadores do município.

Conforme a Polícia Civil, depois de percorrer por vários locais, pernoitar em um motel na cidade de Imbaú e passar por Ventania, a vereadora foi deixada em uma área rural da cidade de Piraí do Sul, onde pediu telefone emprestado para os moradores que a reconheceram.
Ainda conforme a polícia, parte do inquérito corre sob segredo de justiça.

 Ameaças contra familiares da parlamentar e a outros vereadores estão sendo averiguadas. A conclusão da investigação, que está prevista para os próximos dias, deve revelar pontos ainda não esclarecidos do caso.

 Assim que for concluído, o inquérito será entregue ao Ministério Público, que decidirá se oferece a denúncia contra Ana Maria ou não. A vereadora é suspeita de cometer três crimes: falsa comunicação de seqüestro, formação de quadrilha e fraude processual. 

Fonte; Gazeta do Povo



Vereadora de PG diz que pretende explicar suposto sequestro forjado Vereadora de PG diz que pretende explicar suposto sequestro forjado Reviewed by FIQUE POR DENTRO JAGUARIAIVA on janeiro 18, 2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Fique por dentro Jaguariaíva. Tecnologia do Blogger.