About us

Parecer de MP condena vereador Marcos Labres de Jaguariaíva


 Por meio de parecer emitido em agosto, o Ministério Público estadual concluiu pela condenação do vereador Marcos Adriano Labres (PMDB) no processo-crime de uma tentativa de extorsão supostamente ocorrida em 2008. Ao mesmo tempo, o parecer decidiu que Fernando Deodoro Lazari, assessor de Labres à época, fosse absolvido no processo.

Essa decisão do MP, no entanto, ainda não é definitiva, conforme explica o promotor público Wanderley Gonçalves Custódio. “O parecer ainda deverá passar pela juíza [Patricia Roque Carbonieri].
Acatá-lo ou não é uma decisão que só cabe a ela”, afirma. Custódio explica que, além do processo-crime, também tramita um outro processo sobre a mesma tentativa de extorsão na Vara Cível, por improbidade administrativa, e que atualmente está em fase de instrução.

 De acordo com ele, tal processo poderá redundar até mesmo em cassação do mandato do vereador. Labres foi o segundo vereador mais votado nas eleições municipais de 2008 com 978 votos, e cumpre seu primeiro mandato.
Na última sexta-feira (18),Marcos Labres se disse ‘surpreso’ e contou não ter conhecimento do parecer do Ministério Público. “Já estamos há dois anos do acontecido, não temos mais o que demonstrar para a Justiça.

O fato é que eu estou exercendo o mandato com toda a responsabilidade, mas sofri perseguição da candidata que ficou como minha suplente [Sandra Maria Negrini]”, explica.“No entanto, estou com a minha consciência tranqüila. A minha defesa está montada e, agora, é só esperar pela decisão da juíza”, completa.

Na avaliação de João Ferreira Brisola, presidente local do PSC, a tramitação do processo contra Marcos Labres e Fernando Lazari ‘está muito lenta’. “Devia ser mais rápida. Pelo processo, se configura que houve realmente essa fraude. Houve até mesmo um CD com a gravação”, observa.

Brisola, que é marido de Sandra Maria Negrini, primeira suplente de Labres, afirma que, no
entanto, pretende ‘deixar a Justiça trabalhar’. “Nós não vamos entrar com ação, até porque acreditamos na Justiça. No ano que vem, haverá eleição de novo e a minha esposa, que é uma professora muito benquista aqui na cidade, sairá candidata mais uma vez”, conta. “A população quer saber do desfecho deste caso”, justifica. Nas eleições de 2008, Sandra Maria Negrini, que é filiada ao PSC, obteve 400 votos.

‘Concussão’


O processo contra o vereador Marcos Labres e Fernando Lazari refere-se a inquérito aberto pelo Ministério Público no início de abril de 2009 por crime de ‘concussão’ (ato de exigir de outra pessoa vantagem indevida). O motivo é a suposta tentativa de extorsão em relação a um então assessor parlamentar da câmara, Mário Tomé,conhecido por ‘Turcão’.Tomé confirmou, em meados de julho, que foi ‘extorquido’ pelo vereador.

“Ele falou que eu tinha feito um empréstimo. Nessa época [2008], eu trabalhava na prefeitura e, em 1º de setembro, entrei em férias. Eu pedi R$ 3 mil ao vereador para trabalhar na campanha dele [durante as eleições municipais]. Ele me deu esse dinheiro e mais R$ 3 mil para comprar votos, para eu repassar para um, para outro”, contou, à época, lembrando que trabalhou na Câmara durante sete meses.

Por causa disso, Tomé entrou com um processo por calúnia e difamação contra Marcos Labres. Ontem (21), Tomé relatou que, através de acordo, o vereador pagou-lhe R$ 1 mil pela indenização e a juíza ‘deu por encerrado’ o processo. Com relação ao processo movido pelo Ministério Público, Tomé diz que ‘está tudo muito justo. “A Justiça está fazendo a parte dela”, observa.


Fonte: Pagina um Edição  Nº 1896
Helcio Kovaleski
Parecer de MP condena vereador Marcos Labres de Jaguariaíva Parecer de MP condena vereador Marcos Labres de Jaguariaíva Reviewed by FIQUE POR DENTRO JAGUARIAIVA on fevereiro 22, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Fique por dentro Jaguariaíva. Tecnologia do Blogger.